Histórias

Pedro Serrano - Uma história Junior Achievement

A Dreemo, miniempresa finalista do Start Up Programme no ano letivo 2013/2014, que criou com mais três colegas, foi o início de um percurso de sucesso em várias competições, projetos e desafios da área: JA Europe Enterprise Challenge 2014, Big App Fund from Facebook and Worth Capital of London e a participação no WebSummit Dublin 2014. Depois da Dreemo chegou a WeRoll, uma aplicação que facilitava a partilha de fotografias em grupo, um projeto que levou o Pedro e os restantes fundadores a entrar no programa de incubação da Fábrica de Startups e, posteriormente, no Batch 2016 do Lisbon Challenge.

Graças à primeira experiência Junior Achievement, tentou sempre complementar o seu percurso académico e profissional com várias experiências, tais como a implementação de uma empresa de Design Thinking (D-Think) ou o desenvolvimento de várias comunidades online de debate e informação de temas ligados à inovação e tecnologia – que o levaram a colaborar com a Junior Achievement e alguns dos seus parceiros enquanto participava em outras programas e iniciativas da organização, enquanto aluno e voluntário. “Todo este percurso, que entretanto teve alguns percalços e desvios inesperados, acabou por me levar onde estou hoje: fundador da ‘The Code Venture’, uma empresa que quer dotar os empreendedores de ferramentas necessárias para lançarem as suas ideias, mais especificamente a nível de software tecnológico.” – explica.

“O contacto com a Junior Achievement começou no início do meu último ano de faculdade e desde então, a JA tornou-se um “sócio” presente tanto no meu percurso académico como profissional - desde o acesso a uma rede de contactos extremamente importante, a sessões de mentoring para desenvolver hard e soft skills, a um incentivo muito pessoal, da parte de toda a equipa que me fez muitas vezes não desistir” – acrescenta.

Quando questionado sobre o momento mais marcante das várias experiências Junior Achievement que teve oportunidade de ter, recorda a final europeia do Start Up Programme em Amesterdão com a Dreemo: “A experiência foi marcante não só pelo momento em si, mas por tudo o que aconteceu depois disso… A ligação ao mundo empresarial e o que me foi ensinado para estar inserido neste meio. Quando estamos na faculdade, tudo o que nos é ensinado é muito teórico e essa teoria dificilmente é posta em contexto prático. A Junior Achievement ajudou a completar essa carência que existe no ensino superior”.

Hoje é co-fundador da The Code Venture (www.thecodeventure.com), uma Software House focada no desenvolvimento de Startups e projetos inovadores.

Ideia: “fornecer as ferramentas necessárias para dotar os empreendedores das capacidades certas para que possam lançar as suas ideias. Com uma abordagem ágil e desing-centric, ajudamos a visualizar novos conceitos e marcas, a construir e a desenvolver produtos a nível tecnológico (focando principalmente em plataformas web e móveis), e a desenhar serviços, espaços e experiencias que possam fazer as ideias crescer”, explica Pedro. A organização emprega hoje 8 colaboradores, tem duas grandes parcerias com a Koncept (Reino Unido) e a cofoundme.org (Suiça). Acabam de lançar dois produtos de startups para o mercado, o Wehandshake (versão beta) e o Local Eyes . Nos próximos meses vão ser lançados alguns dos produtos de startups e marcas que recorram aos serviços da The Code Venture.

Passados 3 anos, 4 programas e várias experiências Junior Achievement, hoje é um alumni ativo e atento às oportunidades propostas pela organização – “ sinto que por termos sido acompanhados por voluntários, também eu devo dar esse contributo, de ajudar alguém que poderia ser eu, que quando cheguei à Junior Achievement não tinha noção da proporção do impacto que esta experiência ia ter em mim”.